pulsando

Seguidores

quarta-feira, 23 de maio de 2012

POEMA: Sereia

                  



Metade peixe, metade mulher.
Com encanto e com doçura,
Enfeitiça os homens e os mares,
cantando com força e formosura !
Sua voz ao longo é ouvida,
misturando-se às ondas perdidas,
num ritmo frenético da ilusão da vida !
Mito ou realidade, oh mutante !
Há quem jure haver te ouvido,
deitada ao longo da pedra,
levando ao fundo o incauto e o
desprotegido !
Hipnotizado pelo teu encanto,
ofuscado por tua beleza,
rendo-me fraco, como o barqueiro,
escondendo-me do mundo inteiro !

2 comentários:

  1. ENCANTOS PARA NOSSA VIDA TÃO APRESSADA !!! LINDO !!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Roeane !
    Bom dia !
    Também vivemos das doces imaginações.
    Fico feliz que hajas entendido a essência do
    texto.
    Muito agradecido pela honrosa visita e
    destacada atenção.
    Um fraternal abraço.
    Sinval.

    ResponderExcluir