pulsando

Seguidores

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Conto poético: O BENFEITOR

  
Este povoado de pescadores, até metade do século
passado, não dispunha de nenhuma infra-estrutura
física e social.
A instrução  escolar era precaríssima. Faltava tudo.
As famílias esforçavam-se por educar os seus filhos,
oferecendo o que podiam.
Entretanto, o que faltava de bens e serviços públicos,
sobrava em afeto e inocência,  nesta gente
maravilhosa.
O campo, então, era fértil para os espertalhões,
normalmente, vindos de fora.
Trinídio apareceu por aqui, e ninguém sabe dizer  de
onde veio.
Instalou-se num rancho abandonado, vestia roupas
incomuns, místicas, no minimo.
Barba enorme.  Uma figura que, realmente,  muito
impressionava. Parecia um catimbau.
Dizia ter vindo de muito longe... mas não mencionava
de onde.
Começou, discretamente, conversando  com os
pescadores, à beira do mar.
Daí, passou  a dar consultas sobre felicidade, futuro,
casamento, sorte, etc.etc.
Rapidamente, as coisas se espalharam com o nome de
"o velho  do outro mundo", que sabia tudo da vida.
Receitava chás milagrosos, operação espiritual, benzia,
dava passe ... e  até parto fazia.
Fácil de entender tudo isto. Pessoas  carentes.
A comunidade o transforma em Santo... e retribui com
 doações de pescados,e produtos agrícolas.
Teve que construir um galinheiro, para receber as
oferendas, que não paravam de chegar.
Era convidado para as festas  locais,  e não perdia
uma.
Cá pra nós, tudo o  que fazia ou dizia, dava certo.
Quando parecia tudo muito bem, Trinídio sumiu tão
misteriosamente, quanto apareceu.
Até hoje, comenta-se o fato, e cada um tem uma
opinião... Jamais se chegou a um acordo.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Olá, amiga Gracita !
    Muito obrigado por tua gentil visita.
    O mistério continua. Até hoje, não se sabe
    quem foi esse benfeitor. De onde veio e
    para onde foi. Incrível.
    Um carinhoso abraço e bom fim de
    semana.
    Sinval.

    ResponderExcluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.