pulsando

Seguidores

terça-feira, 26 de junho de 2012

Poema: ESPERAREI POR TI...


Não percebeste o amor que sinto por ti.
Nem das noites que, em claro, só  pensei em ti.
Das promessas que fiz ao meu Santo Padroeiro,
implorando o dia inteiro, querendo o teu amor.
Das lágrimas emocionadas, que do meu rosto
rolaram,  ficaram as profundas marcas de quem
tanto amou, e foi  desprezado.
Dos meus olhos, agora sem  brilho, só a tristeza
restou...
Levaste a minha alegria, em troca ficou a saudade,
e  a promessa não cumprida, de um dia voltar.
A melancolia tomou conta  da minh'alma,  pois 
a única vida que eu tinha, a ti entreguei.
Nas noites  de calmaria, procuro ouvir a tua voz,
mas só o silêncio conversa comigo, e nada me
responde.
Nas ramagens selvagens, sinto o teu doce perfume,
a me embriagar, mas nada queres falar.
Sinto-me triste, e me ponho a chorar.
Sei que não queres voltar.
Mas, se a vida, as portas te fechar, a decepção te
alcançar, não importa se o tempo passou, estarei
sempre a te esperar, de braços abertos, para te
amar.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. seja bem vindo!!!!!!!!
    muito lindo seus poemas
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, Giuliana !
    Muito prazer em recebe-la.
    Fico feliz e orgulhoso com as
    tuas observações.
    Um alegre fim de semana !
    Muito agradecido.
    Sinval.

    ResponderExcluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.