pulsando

Seguidores

sábado, 2 de junho de 2012

Poema: UM ROSTO NA NEBLINA


Densa neblina.
Percebo  o teu rosto, na névoa impiedosa.
Sarcástica fuga dos meus pensamentos, deixando
o sofrimento, em troca de tão bela mulher.
Padeço da tua ausência, nem arrisco pedir clemência,
aumentando a dor que arrebata minh'alma sofrida.
Da esperança me foge a lembrança, daquela bela
criança, que se transformou na obra prima  deste ser.
Na terra, desfruto do céu, só me faltando levantar o véu,
e revelar o teu lindo olhar.
Pela janela  de vidro, vejo os teus lábios vermelhos, para
mim a sorrir, insinuando um longo beijo...
Corro lá fora mas,  presente, só a tristeza.  Foste  embora.
Teu sorriso se dissipa,  como a névoa molhando os campos.
Meus olhos, também molhados, clamam por ti.
Nem piedade merecem.
Não  te vejo mais aqui.
Desesperado, procuro acalmar meu coração, mas sinto o
teu perfume a provocar minha saudade, aumentando a
ansiedade que  maltrata meu viver.
Esta louca neblina, parece me embriagar, me fazendo sofrer,
trazendo a minha janela, tua doce imagem.
Mera ilusão,  por força da minha paixão.
Agora o sol te espanta, brilhando sobre os campos e a mata.
Posso ver tudo  bem claro, sem  engano, sem utopia.
Como é linda a luz do dia !
A hora  vai passando... nunca foi tão demorado... que maldade.
Estou tomado pela ansiedade, querendo  a volta da noite,
porque sei que virás com a neblina, visitar minha vidraça.

14 comentários:

  1. классная фотография

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ..........
      Muito agradecido pela honrosa visita.
      Deixou-me muito feliz.
      Volte sempre, por favor.
      Um abraço fraternal.
      Sinval.

      Excluir
  2. Parabéns pelo blog! Lindo e tranquilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Valéria !
      Agradeço a tua amável presença no
      Blog. Fico muito feliz e honrado.
      Um fraternal abraço.
      Sinval.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gracita !
      Boa tarde ! Que bom me comunicar contigo.
      Muito obrigado pelos votos de bem estar.
      Desejo-te, também, uma feliz semana, repleta
      de saúde.
      Um fraterno abraço.
      Sinval.

      Excluir
  4. Hola Sinval .

    Gracias por tu visita, encantada de estar aquí,

    Saludos. Buen poema.

    Moon.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Moon,
      Muito agradecido.
      Sinto-me honrado com a tua visita.
      Retorne sempre. Será um grande prazer.
      Um fraternal abraço.
      Sinval.

      Excluir
  5. Vim retribuir sua visita ao meu blog. Espero sua visita também no outro blog que tenho com meus alunos: http://educacaoinfantilnaescola.blogspot.com.br

    Seu blog é lindo! Parabéns pelo talento em escrever e pelo sucesso com o blog!

    Sugiro que retire a confirmação de letras para comentar, pois seria mais prático e rápido sem elas...
    Abraço!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Simonha !
      Estou feliz e honrado com a tua visita.
      Visitei o outro blog, indicado por ti, e
      postei um comentário.
      Muito obrigado. Volte mais vezes.
      Um fraternal abraço.
      Sinval.

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gracita !
      Boa tarde.
      Muito agradecido pelo duplo presente,
      e por todo este carinho.
      Deixaste-me, como sempre, muito feliz
      e honrado.
      Um beijão fraternaal.
      Sinval.

      Excluir
  7. Olá Senhor Sinval. Fiquei com muita emoção ao ler este poema. A tristeza de nao poder olhar novamente aquela pessoa que amamos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Maria do Salta !
      Verdade. Isto é muito triste, mas o
      segredo está na paciência, e na
      esperança, de um dia ela voltar.
      Perdoa-me o atraso na resposta.
      Somente agora li esta postagem.
      Um fraterno abraço, e ótimo domingo.
      Sinval.

      Excluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.