pulsando

Seguidores

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Conto poético: O VELHO SANFONEIRO


 
Observei, atentamente, um velho sanfoneiro, nos arredores
do mercado público, da minha querida Cidade.
Sobrevive de pequenas doações, dos transeuntes.
Chamou-me  atenção, a  profunda emoção  com  que
executava  as suas canções.
Dedilhava,  com uma maestria impressionante.
Suas mãos pareciam deslizar sobre o teclado, sem toca-lo,
num domínio, absoluto.
No seu repertório, músicas nacionais, e todas românticas.
Mas, o tango, era a sua preferência. Claro, fiquei curioso.
Depositei a minha oferenda,  na caixa de sapatos, e aproveitei
uma pausa, para com ele conversar.
Eu  desconfiava. Por trás  daquela profunda emoção, existia
uma  história de amor.
Viveu com uma  cantora   argentina, segundo ele,  "a mais 
encantadora  mulher do universo".
Mostrou-me  algumas fotos. Realmente, muito bonita.
Com ela, esteve no apogeu,  se apresentando nos palcos de  
vários países.
Ela cantava, e ele a acompanhava com estas mesmas músicas,
hoje executadas  nas ruas.
"Eu a vejo,  a minha frente, cantando e sorrindo para mim, em 
cada música que executo.
Escuto, até,  o público  aplaudindo...
Anos depois que a perdi,  alguém depositou, nesta mesma  caixa, 
um pequeno bilhete,  pedindo-me perdão. A letra  é a dela.
Por isto, ainda tenho a esperança de  reencontra-la, embora já
decorridos mais de trinta e cinco anos ".
Falou-me com os olhos mareados...
Fiquei, também, emocionado.
 
 
 
 

16 comentários:

  1. Pura emoción, Sinval. ¡Qué hermosa mujer, siempre viva en la memoria de varias generaciones.
    Te dejo un puñado de besos soleados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga Maria del Carmen Nazer !
      Fico muito feliz com tua presença,
      sempre muito amável. Um fraterno
      abraço, querida.
      Sinval.

      Excluir
  2. Os seus contos mexem com as nossas emoções Sinval.
    Uma coisa que nem todos os escritores conseguem.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Elvira Carvalho!
      Muito grato pelo amável e generoso
      comentário. Fico muito feliz, e
      agradecido.
      Sinval.

      Excluir
  3. Que história bonita amiga querida,fico feliz de te encontrar de novo.

    Meus dias são corridos demais assim volto pra casa cansada e termino não visitando os amigos queridos.

    Te deixo um enorme beijo amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga "Cristal de uma mulher"!
      Que felicidade receber o teu
      comentário. Deixaste-me feliz.
      Muito agradecido.
      Um fraterno abraço.
      Sinval.

      Excluir
  4. Boa noite amigo Sinval, mais um belo conto...
    É sempre um prazer ler seus posts.
    Estou dando uma paradinha, mas retorno em breve.
    Beijos!
    Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Fernanda Oliveira !
      Muito agradecido, por tua amável
      presença. Um fraterno abraço.
      Sinval.

      Excluir
  5. Tenho algumas recordações de conversas com pessoas assim muito interessantes, enquanto a maioria das pessoas fogem eu as procurava para conversar saber suas histórias..e nunca esqueci o palhaço do circo, a cigana,os rips e os monges budistas, eu adoro gente!!

    beijos
    Joelma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Joelma,
      "Ateliê Tribo de Judá"!
      Muito agradecido. Teu Blog é
      lindo... Um fraterno abraço
      amiga.
      Sinval.

      Excluir
  6. Olá, boa noite!

    Se ele não tem a plena certeza do descanso de sua amada, imagino a tortura que essa saudade lhe causa, somando com a esperança de te-la em seus braços.
    Bonita história,boa noite
    Aline.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida Aline !
      É muito bom visitar teu
      lindo blog. Fico muito
      grato e honrado com tua
      amável presença.
      Sinval.

      Excluir
  7. É exatamente nas mãos de Jesus que devemos nos colocar quando as coisas não vão bem.
    Se a luta está pesada, busque auxílio nele.
    Somente em Jesus encontramos a verdadeira segurança e a verdadeira paz.
    Agradeço o carinho e compreensão pela demora,
    em retribuir sua visita tão carinhosa.
    Deus abençoe seu final de semana .
    Beijos no coração e meu eterno carinho,Evanir..
    Amiga estou tentando me libertar da dor que tanto me aflige .
    Te Amo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga Evanir !'
      Agradeço todo este carinho, que
      me deixa muito feliz.
      Tuas ponderações são sensatas e
      verdadeiras.
      Um fraterno abraço, e a confiança
      de que tudo se resolverá. Faço
      votos.
      Sinval.

      Excluir
  8. Sabe aquele abraço bem gostoso??
    Pois é esse que vim te deixar.
    Aqui deixo meu imenso carinho
    por você.
    Que seja nossa amizade
    a mais infinito que houver.
    Um Dia lindo e abençoado.
    Beijos no coração.
    Carinhos na Alma.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  9. Oi, querida amiga, Evanir !
    Desta vez, meu coração
    transbordou de felicidade,
    com todo este carinho.
    Muito agradecido. Fico feliz.
    Um carinhoso abraço.
    Sinval.

    ResponderExcluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.