pulsando

Seguidores

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Conto poético: DIÁRIO DO LAMENTO


 
 
No  início  de  1.992, conheci, profissionalmente, um
homem  apelidado de  "Zoinho".
Estava atrás das  grades, condenado.
Trabalhador da  construção civil. Um bom  pedreiro.
Li seu "diário".
É estarrecedor.  Um verdadeiro  confissionário.
Registra  o seu arrependimento, o tempo em que está
fora do convívio social,  mencionando horas,  dias,
meses e anos.
Parece não ter fim... Senti angústia.
Um homem bruto, falando de saudade, e de amor.
Chora de dor, e sente medo...
Criado  livre  nos campos da minha terra,  como o 
vento nas  pradarias, assobiando nos pinheirais.
Agora, nem o vento  o  visita...
Trocou as vestes de  campineiro, que com tanto orgulho
ostentava, por uma  decisão precipitada...
Custou-lhe a liberdade.
O remorso devora a sua consciência, bebe a sua alma.
Disse-me:
" Minha mulher registra  todos os detalhes desta
penitência. Não posso esquecer, nem  por um minuto,
o que aqui tenho  vivido.
É um horror. Mas sei que o tempo vai passar.
Aprendi,  também , que o maior sofrimento não é o
tempo, é o que ficará em minha consciência".
Certamente,  tinha toda razão.
Acompanhei boa parte da sua vida, após  reassumir
a  liberdade.
Parecia um pássaro sem asas, correndo nas campinas,
sem forças, sequer, para  o céu olhar.
Não suportando tamanha dor,  foi  morar  nas  turbulentas
águas do Rio Itajaí  Açu...
Debruçado sobre a ponte, observo  as corredeiras, 
parecendo  lágrimas apressadas,  pela face a rolar...
São  gemidos de dor, recadeiros do horror, de um tempo
infeliz, que no seu diário  registrou...
 
 
 
 

42 comentários:

  1. Que texto maravilhoso, uma história de deveria ser seriado de tv; transmite o que um sentimento humano pode causar em apenas um minuto, parabéns!
    Deixo um abraço fraternal e parabenizando pelo texto .
    Nicinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga Nicinha, "Perseverança'!
      Fico feliz, pois o texto é tão verdadeiro,
      quanto a tua emoção, e amável comentário.
      Muito agradecido pela atenção. Bom feriado,
      e um carinhoso abraço.
      Sinval.

      Excluir
  2. Ola tudo bem ?
    vim te convidar para participar do meu primeiro sorteio, ficarei feliz em te ver lá
    http://femininaoficial.blogspot.com.br/2013/04/sorteio-o.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga Amanda Taline !
      Muito agradecido por esta
      honrosa visita. Claro, irei
      lá, com muito prazer.
      Um carinhoso abraço.
      Sinval.

      Excluir
  3. muito muito obrigada.
    um excelente fim-de-semana, com excelentes escritos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, "Algo Estranho... Alguém Diferente"
      Agradeço a pronta atenção.
      Um fraterno abraço.
      Sinval.

      Excluir
  4. Olá Sinval,um lindo texto sobre alguém que ficou atrás das grades e quando liberto,parecia um pássaro sem asas,correndo pelo campo.Um sofrimento que lhe custou a vida.
    Obrigada da visita e um ótimo final de semana.

    Abraços
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Lúcia.
      "Prazer de Escrever"!
      Muito agradecido pela atenção,
      e pelo carinhoso comentário.
      Um fraterno abraço.
      Feliz fim de semana, também.
      Sinval.

      Excluir
  5. Una historia muy bonita sobre un ex-convicto al que los remordimientos de conciencia no le dejaban disfrutar su libertad.
    Abrazos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Júlia !
      Esta é a história real.
      Em liberdade, foi atormentado
      por sua consciência. Muito
      agradecido pela atenção. Fico
      honrado com tua presença.
      Um carinhoso abraço, aqui do
      Brasil.
      Sinval.

      Excluir
  6. Acredito que mesmo em liberdade um homem que não consegue SE PERDOAR continuará condenado em uma prisão , a pior de todas...

    Desejo-lhe um ótimo final de semana.
    beijos
    Joelma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga Joelma,
      "Ateliê Tribo de Judá"!
      Realmente, preso em sua
      própria consciência. O
      implacável tribunal...
      Muito agradecido. Um ótimo
      fim de semana, e um fraterno
      abraço.
      Sinval.

      Excluir
  7. _______☼♥/)_♥☼♥_____☼♥./¯"""/')
    ¯¯¯¯¯¯¯¯¯\)☼♥¯♥☼♥¯¯¯¯☼♥'\_„„„„\)
    Hola mi querido amigo, cuanto tiempo.
    Te deseo un feliz fin de semana.
    ★MaRiBeL★

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga querida, Maribel !
      Verdade, quanto tempo. Estava
      com muita saudade. Muito
      agradecido, e Um feliz fim de
      semana, também. Um fraterno
      abraço.
      Sinval.

      Excluir
  8. Boa noite Sinval :)
    Grata por sua visita e comentário.
    Que conto emocionante.
    Gostei demais (inclusive da imagem que tem tudo a ver com o texto).
    Muitas pessoas mesmo em liberdade,
    possuem a consciência presa...

    Bom final de semana!
    Abraços \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Clau !
      É uma honra tomar conhecimento
      do teu trabalho, e receber a
      tua amável visita. Muito
      agradecido, e um fraterno abraço.
      Sinval.

      Excluir

  9. Olá Sinval,

    É um conto triste, mas escrito com muita beleza poética.
    Quantos, em um momento insano, não cometem atos irreparáveis que os condenam definitivamente às grades do arrependimento e do remorso?

    Ótimo final de semana.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Vera Lúcia !
      Ninguém escapa do "tribunal da
      consciência". É implacável !
      Fico muito honrado com tua
      visita. Sempre.
      Um feliz final de semana, e
      muito agradecido. Um fraterno
      abraço.
      Sinval.

      Excluir
  10. Olá Sinval! Essa reflexão é necessária sempre para fazermos o bem e fugirmos do mal.

    Obrigada pela visita.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida Renata Diniz !
      É verdade, amiga. Tive, também,
      essa intenção, já que se trata
      de historia real. Muito
      agradecido pela atenção.
      Um fraterno abraço.
      Sinval.

      Excluir
  11. Olá Sinval, querido amigo,
    Gratíssima por teus comentários nas minhas poesias!
    Fico honrada com tua apreciação!
    Teu conto é tocante, um sensível relato de um drama real onde é possível pensar quantas dores iguais a esta acontece por esse mundo afora.Parabéns!
    Beijos, Vilma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Querida amiga, VILMA PIVA !
      Muito agradecido por tua atenção.
      Visitar o teu trabalho é uma honra,
      para mim. Quantas pessoas, neste
      mundo de Deus, sofrem estas
      consequências... Um fraterno abraço,
      e feliz fim de semana.
      Sinval.

      Excluir
  12. O homem torna-se responsável pelos seus atos, sua caminhada...

    Em sendo assim, o cumprir da pena é uma aprendizado com anos de condenação na reflexão... Uns aprendem, se recuperam, outros, nem tanto...

    Mas, a maior prisão é da consciência, a essa, o indivíduo não tem como escapar ...

    Belo texto!

    O Sibarita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, prezado amigo, "O Sibarita"!
      Tuas reflexões são perfeitas.
      Muito agradecido pela honrosa
      presença. Um fraterno abraço, e
      feliz fim de semana.
      Sinval.

      Excluir
  13. Homem preso em sua própria consciência não tem liberdade.
    Bom final de semana
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga Hilda Mendoza !
      ...Esse tribunal é implacável.
      Tens razão. Muito agradecido
      pela honrosa presença. Um feliz
      final de semana, e um carinhoso
      abraço.
      Sinval.

      Excluir
  14. Sinval..." Diario de pesar "

    Es terrible cuando una persona se siente culpable si lo es y lo reconoce... por más que se ha arrepentido, nadie lo va a librar de ello.


    ¡¡¡ interesante !!!

    un beso desde Argentina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Doris Dorlly !
      Verdade. É a consciência acusando.
      É o pior castigo. Muito honrado, e
      agradecido, me sinto com tua visita.
      Um carinhoso abraço, aqui do Brasil.
      Sinval

      Excluir
  15. Cuando te sientes atrapado y sin libertas,
    es cuando ves que no puedes volar,
    y la risa de tu rostro se va,
    y el arrepentimiento te hace reflexiona,
    una bonita historia.Un ABRAZO

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Oi, YOSUEÑO !
      Fico muito agradecido por tua visita,
      e honrado com o generoso comentário.
      Um fraterno abraço, aqui do Brasil.
      Feliz fim de semana.
      Sinval.

      Excluir
  16. Oi Sinval
    É minha primeira vez por aqui, mas já estou te seguindo, gostei muito do seu blog, e da maneira que vc escreve, é suave, e nos conduz de uma maneira que não queremos parar de ler!
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciana Souza !
      Seja muito bem vinda. Fico
      feliz e orgulhoso com tua
      presença, e amável comentário.
      Muito agradecido. Um ótimo
      fim de semana, e um carinhoso
      abraço.
      Sinval.

      Excluir
  17. Bom dia de domingo
    Faz tempo que não te visito, e hj vi
    esse maravilhoso texto, bom para ler
    e refletir tbém gostei muito
    Deixo um abraço com carinho
    Rita!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Rita !
      Como é bom o teu retorno !
      Fico muito feliz com tua presença,
      e amável comentário.
      Muito agradecido, e um carinhoso
      abraço. Feliz domingo, amiga.
      Sinval.

      Excluir
  18. Muito interessante.
    É a vida
    Bem 'pé no chão'
    que nos abençoa
    com a melhor poesia.
    É por aí...
    Maravilha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lola, querida !
      Fico feliz em saber que gostaste.
      Agradeço tua presença, e amável
      comentário. Uma boa semana, e um
      fraterno abraço.
      Sinval.

      Excluir
  19. Siempre atrayentes tus historias, me encantó.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga Soledad del Sol !
      Muito agradecido, querida, por
      tua presença e comentário.
      Uma feliz semana, e um carinhoso
      abraço, aqui do Brasil.
      Sinval.

      Excluir
  20. Gosto de ler seus registros. Fico parada por um tempo, refletindo sobre o tempo real.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga, Simonha !
      Fico sensibilizado com teu
      amável comentário, e doce
      presença.
      Muito agradecido, e uma feliz
      semana. Abraço fraternal.
      Sinval.

      Excluir
  21. OI SINVAL!
    NOSSA!
    QUE TRISTE,MAS, INCONTESTÁVEL TUA PERÍCIA AO ESCREVER ESTA HISTÓRIA, TORNANDO-A EMOCIONANTE.
    GRATA POR TUA GENTILEZA NO "SÓ PRA DIZER".
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga, Zilani Célia !
      Muito agradecido por tua visita,
      e amável comentário. Fico lisonjeado.
      Um carinhoso abraço.
      Sinval.

      Excluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.