pulsando

Seguidores

sábado, 24 de agosto de 2013

Conto poético: SONHOS DESENCONTRADOS


Sabia, sim, que se tratava de um poeta.
Um respeitável poeta.
Sentou-se ao meu lado, num confortável banco, à sombra
de uma acolhedora aroeira.
Isto indicava uma deferência a minha pessoa, já que outros
bancos estavam  desocupados.
Portanto, queria conversar...
Era  uma tarde de primavera.
Os raios do sol, em posição oblíqua  ao mar, pareciam 
pincéis do artista, dando  os últimos retoques em sua tela.
Soprava uma suave brisa, vinda da barra norte, trazendo
perfumes temperados da flora dos "Guarás".
Nesta minha querida Ilha, quase tudo fica à beira mar.
À flor da água, cardumes de tainhotas,  "cara amarela",
davam seu  espetáculo malabarístico, ao redor da pedra
do biguá.
Muitas gaivotas sobrevoando, parecendo estrelas avisando,
que a noite está por chegar.
E o poeta está radiante,  no ambiente que gostaria de estar.
Inicia uma conversa...
Disse-me:
" Nasci neste ambiente mágico.
Quando abri os olhos para a vida, estas pedras, todas, já
estavam aí. Nada mudou...
Talvez  eu seja uma delas pois, também, não mudei.
Quando menino, sentado sob  à sombra desta mesma aroeira,
desejava  comprar a Ilha dos Guarás,  e lá morar com um
grande amor.
Não iria exigir nada da vida. Apenas pescar, viver, e amar.
Sabe, amigo, os indígenas vivem desta forma. Por isto, são
felizes.
O homem branco complicou a sua sociedade. A minha
sociedade.
Fui, então, morar na Ilha dos Ratones, a menor, por ser
mais aconchegante, e  muito próxima à dos Guarás.
Plantei milhares  de mudas de flores,  Transferi lindas
borboletas, sabiás e beija- flores.
Povoei aquela Ilha de beleza, transformei-a num  lindo
ninho,  para alcançar  a felicidade, aquela com que tanto
sonhei.
Meu grande amor, também, é uma poetisa, com sonhos
diferentes dos meus. São sonhos  com olhos voltados
para o céu...
Respeito, são os sonhos de cada um.
Eu vivo no mar... ela vive no céu ! "
 

20 comentários:

  1. Boa tarde,Sinval!
    Entre o céu e o mar existem muitos mistérios,
    mas uma coisa é certa ,sempre existirá ligação.
    Um belo conto de amor,suspense ...
    um beijo
    Lucia Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lúcia Maria !
      Muito agradecido, querida,
      pela valorização do conto.
      Um carinhoso abraço, e bom
      fim de semana.
      Sinval.

      Excluir
  2. Olá,Sinval!

    Descreveste um paraíso,um sonho,um amor ,mas onde o personagem,de tanto amor ,cultivou ciúmes do céu,que vive refletido em seu mar de sentimentos.
    Muito lindo seu escrito.
    Parabéns

    iara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, Iara Villella !
      Bonita interpretação, querida !
      Fico muito grato por toda esta
      atenção, tão carinhosa.
      Um fraterno abraço, e bom
      domingo.
      Sinval.

      Excluir
  3. Boa tarde,Poeta Sinval!
    Maravilha de história,um pouco triste, um amor sem a chama da paixão.
    Estou vindo da agenda dos blogs.

    Sucesso no concurso.
    beatriz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Beatriz Mota !
      Muito agradecido pela doce
      atenção, e pelos votos de sucesso.
      Um fraterno abraço, e um ótimo
      domingo.
      Sinval.

      Excluir
  4. Un bellísimo canto a la vida y al amor.
    Felicitaciones amigo Sinval.

    BEIJOS BEIJOS BEIJOS

    ResponderExcluir
  5. Minha querida amiga,
    Maria del Carmen Nazer !
    Um caloroso abraço, aqui do
    Brasil, de profundo agradecimento,
    por todo este carinho. Beijos.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  6. ¡Hola Sinval!!!

    Fenomenal tu poesía, abraza y abarca grandes sentimientos que expresan amor sueños y cierta nostalgia, quizá de un tiempo no muy lejano, no lo sé.
    El final me da tristeza.
    Lo que si sé y te digo, que es un delicioso poema con nominación de origen puesto para matricula de honor.
    Gracias Poeta, por regalarnos tanto y tan hermoso.
    Te dejo un fuerte abrazo y mi admiración.
    Se muy feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina Fligueira, querida amiga !
      Teu comentário, e teu caloroso carinho,
      deixaram-me emocionado. Fico muito
      agradecido... Receba o meu fraternal
      abraço, aqui do Brasil, diretamente a
      linda Espanha !
      Sinval.

      Excluir
  7. Que belo poema pra começar bem a semana!
    Me senti como esse poeta, pois amo estar perto da natureza e acho realmente que necessitamos de muito pouco pra viver.

    Gosto muito das imagens que escolhe pra combinar com sua postagem e a música ao fundo está perfeita.

    Abraços e ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, "Bruxa"!
      Muito agradecido por tuas
      carinhosas observações,
      valorizando o texto.
      Um caloroso abraço, querida,
      e uma ótima semana.
      Sinval.

      Excluir
  8. Ola sou nova no Agenda dos Blog
    e vim de fazer uma visita já estou de seguindo espero vc me fazer uma visita tbm bjs Andréa.
    http://drea-amigos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Andrea Colucci !
    Muito agradecido pela gentil
    visita, e por fazer parte do
    meu "quadro de seguidores",
    o que muito me honra, amiga.
    Claro, irei ao teu blog, também.
    Um caloroso abraço.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  10. Sinval esta sua narrativa trouxe-me recordações parecidas com as suas...menina criada em zona rural ,onde a alegria no dia do aniversário era assim compartilhada. Obrigada pelo carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga querida, Claudete !
      Então, podes entender este capítulo
      da vida de uma criança.
      É muito marcante, não ?
      Fico muito agradecido por tua
      atenção. Um carinhoso abraço,
      e um ótimo final de semana.
      Sinval.

      Excluir
  11. Boa tarde, Sinval

    Conheci este espaço através de outro blogue. Belíssimas palavras, as suas! E que bom ler alguém que se expressa tão corretamente em português do Brasil! Voltarei, certamente. : )

    Até breve,

    Ana C.

    www.oreversodalinha.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana C. !
      Boa tarde. É uma honra te receber
      neste modesto espaço. Que bom que
      tenhas vindo. Muito grato pela
      carinhosa atenção, e pelo incentivo,
      querida. Fico muito feliz !
      Um fraterno abraço, estejas onde
      estiveres.
      Sinval.

      Excluir
  12. Olá Sinval, lindo poema, bela descrição. O que os olhos e o coração de um poeta não enxerga! Parabéns pela maneira poética como escreve a vida de uma jovem camponesa.
    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Oi, amiga querida, Professora Lourdes !
    Muito agradecido por tua presença, e doce
    comentário. Deixaste-me muito feliz !
    Um caloroso abraço, e um ótimo domingo.
    Sinval.

    ResponderExcluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.