pulsando

Seguidores

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Conto poético: A MORTE DE UM MOTEL


À margem de uma rodovia, nesta minha  bela e
formosa Ilha, observo o movimento  intenso de
uma demolição.
Parece  um formigueiro humano, utilizando 
máquinas pesadas.
Uma densa nuvem de poeira,  coloca em risco os
veículos em trânsito .
É um prédio horizontal, enorme e muito conhecido.
Abrigou, por muito tempo, mais de  40 anos, o
primeiro  motel desta Ilha.
As pessoas ingênuas,  nem  entendiam,ao certo, o
que  era um "motel".
Foi uma grande novidade, à época de sua inauguração.
Estacionado, próximo, comecei a meditar o que
poderia significar aquela demolição, além da natural
valorização da área.
O barulho das máquinas, mistura-se à história.
Ouço suaves  sorrisos, gargalhadas, gritos histéricos,
tilintar de copos, comemorando de tudo.
Naquela poeira, vejo as emoções.
Dezenas de apartamentos luxuosos, abrigaram, no
silêncio da absoluta  intimidade, o amor,  na sua maior
expressão do desejo, da aventura, da traição, da
leviandade, do engano, da mentira, da diversão, da
maldade, das ilusões e desilusões, das promessas
sinceras e falsas.
Ah, se aquelas paredes pudessem falar...
Quantas  paixões, em  poeira  se  transformaram,
e as provas apagadas. Agora, caladas para  sempre.
No ar, apenas as lembranças, doces e amargas, como
as bebidas ingeridas, e  o amor desfrutado...
Mas, agora, somente lembrado !

14 comentários:

  1. Sinval querido belo e verdadeiríssimo texto ...graças a DEUS elas não falam ...pois seria difícil entender quantas e inomináveis ignomínias ai foram cometidas em nome do AMOR ...que a bem da verdade raríssimas vezes por ali passou...Parabéns meu querido Amigo Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Olá, meu epecial amigo, Pedro Pugliese!
      Que bom que tenhas entendido a mensagem.
      Observei muito emocionado. Tudo, agora, são
      lembrançdas, apenas, lembranças.
      E como testemunha, somente a consciência...
      Um grande, e fraterno abraço de boa noite.
      Sinval.

      Excluir
  2. Olá Sinval...tu poema está lleno de emotividad y tiene mucho sentido...¿Cuántas historias quedaron grabadas en ese lugar? Muchos las recordarán aun. Ha sido un placer leerte, recibe un fuerte abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Cinarizina!
      Como fico feliz em te ver por aqui!
      Muito amável o teu comentário.
      Obrigado poela presença, e um
      carinhoso abraço, aqui do Brasil.
      Sinval.

      Excluir
  3. Bel testo!! Una felice giornata a te...ciao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo Giancarlo !
      Muito agradecido pela amável e honrosa
      presença. Sinto-me muito feliz.
      Um fraternal abraço.
      Sinval.

      Excluir


  4. Te dejo este manojo de letras en el umbral de la esperanza,
    para que te saluden con la voz del trovador
    acompañando los anhelos, que vuelan hacia las estrellas
    en busca de quimeras…

    ¡¡Un feliz fin de semana
    Alimentando satisfacciones!!

    Atte.
    María Del Carmen




    ResponderExcluir
  5. Oi, María Del Carmen, "La
    Gata Coqueta"!
    Muito obrigado pelo amável comentário.
    É uma honra a tua presença !
    Deejo que tenhas um ótimo fim de
    semana, e envio um carinhoso abraço,
    do Brasil.
    Sinval.

    ResponderExcluir
  6. E em cada tijolo
    paixões escondidas
    sendo quebradas para sempre
    ou serão apenas entulhos
    murmúrios silenciados
    sentimentos levados
    pelo cimento diluídos
    pelas máquinas

    mui belo

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, prezado Luiz Alfredo-Poeta !
      Muito agradecido pela presença, e
      pelo talentoso envolvimento neste
      conto.
      Um fraternal abraço.
      Sinval.

      Excluir
  7. Gostei imenso este texto. É um bom texto que merece
    uma reflexão.
    Um beijinho
    Irene Alves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida amiga, Irene Alves!
      Fico muito honrado com a tua opinião,
      com a qual concordo plenamente.
      Muito agradecido, e um ótimo fim de
      semana.
      Um fraternal carinho.
      Sinval.

      Excluir
  8. Oi sinval! Vim agradecer o carinho da tua visita e por seguir o meu blog. Volte sempre será um prezer te ver sempre lá. Postei um mimo pra você, veja link na lateral do blog, espero que goste. já estou seguindo o seu, parabéns lindas poesias!! Abraços uma linda noite e um início de semna na paz de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida Professora Lourdes !
      Muito obrigado pela amável atenção,
      e generosa manifestação. Fico feliz.
      Uma excelente semana, com saúde e
      alegria.
      Carinhosamente,
      Sinval.

      Excluir

Querido leitor...seu comentário é muito importante para mim. Obrigado.